Portal da Cidade Dourados

NUTRIÇÃO

Alimentação saudável na infância é um desafio diário para os pais

A nutricionista Gisele Baptista dá dicas para manter o equilíbrio e prevenir doenças

Postado em 17/09/2019 às 15:08 |

Nutricionista Gisele Baptista fala sobre alimentação saudável na infância. (Foto: Wellington Rubim/Portal da Cidade)

Quem tem filho sabe o quanto é difícil convencer a troca de um doce por uma fruta ou batata-frita por uma salada. Manter o equilíbrio entre a alimentação saudável e as guloseimas é um desafio diário.

Segundo o Ministério da Saúde, 12,9% das crianças brasileiras de 5 a 9 anos são obesas. A má alimentação leva a um forte crescimento de doenças associadas à obesidade, como diabetes, pressão arterial elevada, doenças cardiovasculares e de fígado. 

Para ajudar os pais nessa tarefa, o Portal da Cidade Dourados conversou com a nutricionista Gisele Baptista, que atende no Instituto Corpus.

Portal- Quais são os alimentos recomendados para os primeiros anos de vida?  

Gisele- Até os 6 meses de vida é recomendado o aleitamento materno exclusivo  não sendo necessária a oferta de outros líquidos como água e chás. Após o 6° mês é  necessário entrar com alimentação complementar oferecendo de maneira lenta e gradual todos os grupos de alimentos como cereais, tubérculos, carnes, frutas e  legumes. É importante que ao introduzir a alimentação complementar seja  ofertada para a criança a carne para garantir o ferro de boa  biodisponibilidade. A demora na introdução de alimentos que contém ferro  pode causar um quadro  de anemia.  

Portal- É possível manter um equilíbrio entre a alimentação saudável e guloseimas?  

Gisele- Evitar ao máximo doces, frituras, salgadinhos, bolachas recheadas, refrigerantes. Quando a criança se desenvolve com hábitos  saudáveis ou recebe uma educação alimentar com hábitos saudáveis é possível saber a importância de cada alimento e manter o  equilíbrio.  

Portal- Quais são as causas da obesidade infantil e como pode ser evitada?  

Gisele- Com pais obesos a criança tem 80% de chance de ser obesa, quando um familiar  somente é obeso a chance cai para 40% e quando não se tem a obesidade na família a criança ainda tem 9% de chance de ser obesa. Alimentação equilibrada com o gasto energético, respeitando sempre os horários e intervalos de cada refeição e  exercício físico, são condições que irão beneficiar a criança no controle do peso.  

Portal- É possível identificar a falta de nutrientes numa criança? Apresenta  sintomas?  

Gisele- Hoje o problema mais prevalente  no mundo é conhecido como fome oculta, onde os estoques de vitaminas e  minerais diminuem silenciosamente sem apresentar sintomas, os quais só ficam  evidentes quando o estágio mais grave da deficiência já está instalada. Dentre  os sinais clínicos em crianças com hipovitaminose podem se destacar:  sonolência prolongada, cansaço físico e mental, tonalidade amarelada da pele e  da mucosa, podendo haver comprometimento no sistema imunológico  reduzindo a resistência à diarreia e sarampo, infecções respiratórias. Em casos  mais graves pode ocorrer ressecamento ocular podendo levar a  cegueira irreversível.  

Portal- Como devem ser as refeições das crianças?  

Gisele- As refeições devem ser feitas de preferência em casa junto com a família  sentada a mesa longe de aparelhos eletrônicos, sempre  respeitando os horários e intervalos de cada refeição. As refeições devem conter  todos os grupos de alimentos para que no final do dia consigamos alcançar a quantidade necessárias de vitaminas, minerais e fibras.  

Portal- O que fazer quando as crianças não querem comer frutas, verduras e  legumes?  

Gisele- Primeiramente devemos saber se os pais têm o habito do consumo desses  alimentos. As crianças são como esponjas e geralmente gostam de imitar os  hábitos dos pais. O estímulo deve estar sempre presente na rotina da criança.  Nunca fazer promessa do tipo “Se você comer a mamãe vai te dar um doce”. O  estimulo é sempre importante , levar a criança à feira, deixar que ela mesmo compre seus alimentos, deixar a criança saber e conhecer o quanto importante  é aquele alimento para seu desenvolvimento, estimular o saber das cores dos  alimentos, cada cor tem seu beneficio. Ofertar sempre as frutas da época.

Portal- Como é possível manter uma boa alimentação em caso de alergia a algum  alimento?  

A natureza é vasta e dentro de cada grupo existem opções para  que o alimento alérgico possa ser substituído.

                                 


SERVIÇO

Gisele Baptista- Nutricionista / CRN- 49505

Instituto Corpus

Rua Firmino Vieira de Matos, 1297- Dourados/ MS

Telefone: (67) 3038-6044

Fonte:

Deixe seu comentário