Portal da Cidade Dourados

CARREIRA

Como se preparar para uma entrevista de emprego

As redes sociais dos candidatos também são observadas pelos recrutadores

Postado em 24/09/2019 às 10:42 |

Rafael de Arruda tem 6 anos de experiência na área e dá dicas para se dar bem nesta etapa de seleção. (Foto: Wellington Rubim/Portal da Cidade)

Ter uma boa formação, experiência na área, disciplina, facilidade em se comunicar e trabalhar em grupo são características que contam pontos na hora de conquistar aquela tão esperada vaga de emprego.

A chance de ser selecionado é grande, mas como se sobressair em meio a tantos candidatos, que muitas vezes tem isso e muito mais no currículo? O jeito é caprichar na entrevista com o recrutador.

O Portal da Cidade Dourados conversou com o administrador e gestor de Recursos Humanos, Rafael de Arruda, que atua no recrutamento de profissionais para o mercado de trabalho. Ele mostra qual é o melhor caminho para a contratação. Aproveite as dicas e esteja preparado.   

Portal- O que é preciso levar em conta em uma vaga antes de se candidatar? 

Rafael- O que deve sempre ser colocado em pauta quando o assunto é candidatar-se à uma vaga de emprego são as características da empresa que oferece a vaga, antes mesmo da própria vaga em si, pois toda a condução do seu trabalho e o período que será destinado a função terá como base a empresa, perguntas básicas como: Quais são os valores desta empresa? Qual a sua missão dentro da sociedade e qual a sua visão para o futuro?  Estas perguntas devem ser respondidas afim de que possamos entender se o seu futuro está intimamente ligado ao que a empresa acredita como futuro. Afinal de contas a empresa torna-se um membro importante da nossa vida, uma vez que muitos acabam por passar mais tempo em seu trabalho do que com a família em sua casa. 

Portal- Como a pessoa deve se comportar na entrevista de emprego?  

Rafael- O candidato deve ter como base que a todo momento está sendo avaliado, dentro do possível deve manter sempre a naturalidade sendo a mais espontâneo possível, tendo em mente também que está em um ambiente profissional, logo nem toda conversa é bem-vinda, bem como conversas paralelas, risadas desnecessárias, algo que seja muito escandaloso ou chame muita atenção. Outro ponto importante é procurar focar totalmente na entrevista, deixando, celulares, acessórios entre outros desligados ou inacessíveis as suas mãos, roupas que chamem muita atenção devem ser evitadas também, olhar sempre nos olhos do entrevistador, ter um aperto de mão firme, responder com coesão a todas as perguntas, estudar sobre a empresa com certeza é de extrema importância. 

Portal- Quais são as perguntas mais comuns feitas pelos recrutadores?  

Rafael- Sempre estão entre as clássicas aquelas como:  

Cite três defeitos seus?  Agora três qualidades?  Qual seu pensamento para o futuro em por exemplo 5 anos?  O que ganhamos contratando você?  

Portal- O salário deve ser discutido logo na primeira conversa?  

Rafael- Em um primeiro momento a conversa é mais para que você possa conhecer a empresa em si e a mesma te conhecer também, logo seria um descumprimento de etiqueta questionar o salário, porém em um segundo momento ou até mesmo em uma entrevista individual de condução da segunda etapa da empresa onde se tem  mais intimidade e liberdade coma mesma, não é visto como algo impossível de ser feito. 

Portal- Como pode ser feita a entrega do currículo, em mãos ou via e-mail?  

Rafael- Isso vai ser aplicado de acordo a empresa, existem aquelas que aceitam apenas as entregas físicas em mãos e existem aquelas que aceitam apenas via e-mail ou sistema de software próprio. Ainda sim existem outras que aderem ambos os formatos neste caso recomenda-se que seja entregue diretamente a empresa em mãos, pois o documento uma vez físico sendo algo tangível gera muito mais valor que um e-mail que pode infelizmente ser recebido como spam ou até como lixo eletrônico.  

Portal- Na hora de preencher o currículo, quais são as informações mais importantes?  

Rafael-  As básicas como os dados pessoais são as imprescindíveis, mas também não podemos nos esquecer de informações adicionais como experiência profissional, lembrando que neste caso os três últimos empregos já são mais que suficientes, também o conhecimento técnico, como cursos e formações, lembrando também que neste ponto caso o candidato tenha uma gama grande de cursos, os que devem ser colocados são apenas aqueles que fazem diferença ou possuem relevância para o objetivo da vaga. Currículos muito coloridos ou com muitas informações não são bem visto uma vez que gera uma certa poluição na visão do recrutador.  

Portal- De forma geral, o que os recrutadores costumam observar na hora de decidir o candidato adequado para uma vaga? 

Rafael- Postura do mesmo no processo seletivo, motivação durante as entrevistas, valores do próprio candidato (se os mesmo casam com os da empresa), flexibilidade e dinamismo para o trabalho, comprometimento com todo o contexto da avaliação do recrutamento.  

Portal- As redes sociais do candidato também são analisadas pelos recrutadores?

Rafael- Com certeza, nos dias atuais as redes sociais dos candidatos são um dos principais motivos de desclassificação ou até mesmo classificação para vaga, uma vez que as redes sociais nada mais mostram do que a conduta do candidato em um momento de lazer, ou seja, na contemplação total da sua naturalidade de vida.


SERVIÇO

Rafael de Arruda-  Administrador e pós-graduado em gestão de Recursos Humanos. Proprietário do Cebrac Dourados, sócio-proprietário da UniPar e proprietário da Improve Consultorias e Treinamentos.

Telefone de contato: (67) 9.9979-5216  

E-mail: raarruda62@gmail.com     

Acesse também a página: Agência de Empregos do Cebrac  e acompanhe as vagas ofertadas.

Fonte:

Deixe seu comentário